segunda-feira, 18 de julho de 2011

easy-going

As coisas mudam, isso aqui vai precisar mudar também. Mas não agora, porque não sei para onde quero levar este blog.

Só cheguei a uma conclusão: se a ideia era experimentalismo, o formato atual não atende. Não para mim, pelo menos. Porque a coisa acabou virando uma série de pequenos jobs, e pequenos jobs, do jeito que eu sou, vão sempre me levar para "resolver o problema" e não para experimentar coisas.

Enquanto a pausa prossegue, resolvi postar uns sketches antigões que achei fuçando caixas antigas. Coisas da época da exposição sobre o Fellini. Divirtam-se. Ou não, sei lá.


sábado, 23 de abril de 2011

4ª temporada - semana 16 (iPad trip)

Mais experimentos com o iPad, agora usando o Sketchbook (que eu já usei no Android também). Divertido e descompromissado, obviamente. Em breve retomo Ursula.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

4ª temporada - semana 15 (com atraso)

Sketch feito com LiveSketch (iPad) usando um stylus ma-nei-ro que o Gil comprou. Devaneios - ignorem a imagem em si. Mas é divertido de usar, e facilita horrores para desenhar. Preciso de um desses. Dos dois, aliás (stylus e iPad).

quinta-feira, 7 de abril de 2011

4ª temporada - semana 14 (estudo para Ursula pt. 2)

Mais um estudo de rosto e um de cor/pose. Longo caminho ahead, ainda.

4ª temporada - semana 13 (com atraso)

"Slow and steady... com ênfase no slow."

Vacilo meu fazer o último post falando que o projeto não ia parar e logo na semana seguinte atrasar. Shame on me. O fato é que eu não consegui mexer em nada até sábado passado. e aí, quando comecei rabiscar, fiquei pensando se ia publicar ou não, porque na verdade não é um desenho, mas um estudo para um desenho em andamento. Acho que nunca postei nada assim incompleto. Mas no fim das contas essa é uma lógica estúpida, porque o post anterior foi exatamente sobre a experiência de testar, que estava ficando de fora do blog. Então eis aqui os tais rabiscos.

A ideia é fazer um ilustração da Ursula com um traço mais realista e no mesmo espírito das ilustrações da exposição "Musas".

Não sei quantas etapas o estudo deve tomar. Não sei se só mexerei com isso até finalizar a ilustração, ou se intercalarei com outros sketches e desenhos. Também não acho que deva me preocupar com isso, nesse momento.

Aí vai a primeira parte:


domingo, 27 de março de 2011

4ª temporada - semana 12

"Slow and steady wins the race". Poderia ser também "Sloane's Teddy wins the race", mas eu não me chamo Sloane, não tenho uma lesma chamada Teddy e ninguém está participando de nenhuma corrida. Enfim, a mensagem é que quem espera sempre alcança... NOT.

Hoje não é só um desenho. Preciso dividir umas impressões.

Prontos? Vamos lá.

Este blog é inútil.

E antes que me acusem de autocomiseração, deixe-me explicar a verdade por trás disso.

Este blog é inútil porque ele nunca se tornou o que ele deveria ter se tornado - o propósito para o qual foi criado.

Sempre que navego pelos sketchbooks de artistas que admiro, vejo experimentação, rascunhos, testes - em suma, prática para aperfeiçoar o traço e a sensibilidade. E o que estou fazendo aqui não está, em última instância, fazendo nem uma coisa nem outra.

O Projeto 52 acabou virando um blog de jobs auto-impostos. Os desenhos não estão surgindo como experimentação, mas como resposta a um brief auto-imposto que preciso matar ao longo da semana. Eu tenho que gerar um desenho por semana (foi a isso que me propus), então em algum momento (às vezes bem tardio, como o desta semana) eu paro, escolho um desenho, executo e "dou a tarefa como resolvida". São desenhos resolvidos (uns mais que outros, é verdade, mas de qualquer modo, resolvidos), e não algo criado de forma livre para ver onde vai parar.

Isso faz com que cada um dos desenhos tenha sido uma resposta, e não uma proposta. E isso, acreditem, faz toda diferença.

Meu traço não melhorou. Meu estilo não se desenvolveu. Na prática, eu não sou um desenhista melhor por causa do que estou fazendo, e sim apenas um cara que a cada semana está conseguindo bem ou mal matar um job. E não foi para isso que eu criei esse blog.

Mesmo a parte da disciplina não se concretizou de forma plena. A primeira temporada foi interrompida na metade (Semana 25) porque uma enxurrada de problemas pessoais e profissionais me atropelaram e não consegui segurar a onda. Mea culpa. A duras penas consegui fechar as 52 imagens da 2ª temporada (os desenhos do Molesquine pequeno, que acabou sendo perdido posteriormente). A 3ª foi de pior desempenho: só chegou a 16 semanas. Ironicamente, foi a que teve mais trabalhos de desenho livre (vide semanas 10 e 12). 2010 passou praticamente em branco, e agora, em 2011, tenho conseguido alguns trabalhos esteticamente satisfatórios mas vazios de alma.

Sei que isso tudo é reflexo de crises internas. Crises profissionais e vocacionais, desencadeadas principalmente após vários acontecimentos em 2007. Sempre pensei em mim como um desenhista, e hoje consigo entender que nunca fui um desenhista, mas sim um cara que desenhava (o que não é a mesma coisa). Sempre me enxerguei como alguém que produzia coisa, e ultimamente percebi que sou mais consumidor de criações, e que conhecer e gostar muito de música, quadrinhos, ilustrações e cinema não faz de mim um músico, um quadrinista, um ilustrador ou um cineasta.

Preciso voltar a ter rédeas de minha vocação. Este ano está sendo caótico, surreal, transitório, iconoclasta, estressante, desafiador e inesperado. Sei também que é um ano decisivo em muitos aspectos, e que isso vai exigir de mim várias resoluções que vão afetar meus próximos anos. Não sei como tudo vai se desenrolar, mas os limões estão aí e preciso resolver se vão virar colírios ou caipirinhas.

Nada disso significa que eu vá parar com o projeto 52. Não posso. Tenho uma obrigação moral comigo mesmo de manter um mínimo de promessas até o fim, de tentar prestar contas à proposta de disciplina que lavrei naquele post no início de 2007. Se não por mais nada, preciso manter pelo menos o compromisso de continuar a fazer uma tarefa semanal, de mostrar que posso fazer algo de certo. Mas eu não poderia continuar a fazê-lo cerrando os olhos para a verdade que reitero aqui semanalmente.

Torçam por mim. E continuem vindo :)

quarta-feira, 9 de março de 2011

4ª temporada - semana 10

Esta semana tentei algo diferente e fugi do moleskine e do lápis mágico. Este sketch foi feito com o LiveSketch em um iPhone e um iPad.
E agora que há stylus acessíveis para iPad, a mão está coçando MUITO para ter um.

sábado, 5 de março de 2011

4ª temporada - semana 09

Antes tarde do que nunca: 9ª semana ainda durante a 9ª semana. Promoção lápis mágico ainda funcionando sem problemas. Rock'n'roll, babe!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

4ª temporada - semana 08

Dando continuidade à série "lápis mágico", resolvi fazer uma homenagem ao nosso pequeno amigo que partiu essa semana. Faz parte de um saudável processo de pranteamento pelo qual preciso passar para seguir em frente. Além do mais, é assim que gostaria de me lembrar dele: tranquilo, relax, sem dor, descansando com aquele ar meio blasé de cocker inglês que ele tinha.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

4ª temporada - semana 07

Acho que consegui um lápis que sabe desenhar. Me parece a única explicação para o traço estar fluindo melhor desde que comecei a usá-lo.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

4ª temporada - semana 06

Saraghina - estudo em azul e preto. Semana corrida, muitos trabalhos, preparação para começar as aulas na semana que vem, e eis que acabou saindo o desenho assim, aos 45 do 2º tempo. Tem suas imperfeições mas arrisco dizer que foi o desenho mais sincero/honesto desta temporada. O que pode ser um bom sinal after all.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011